2

Você sabe o que é Panleucopenia?

22 de março de 2011.

A panleucopenia é uma doença que ataca o sistema imunológico dos gatos, arrasando com a saúde do bichano.

Basta o contato com qualquer secreção de um gato infectado fezes, urina, saliva e pronto: a contaminação é praticamente inevitável. A panleucopenia evolui depressa e provoca diversos danos. "Logo o animal fica apático e febril, perde o apetite, vomita e apresenta uma diarréia intensa, que pode durar uns dez dias e causa muita dor abdominal", descreve o veterinário Marcos Eduardo Fernandes, de São Paulo. Mas isso nem é o pior da história. "O vírus da doença, de cara, destrói as células de defesa, abrindo a guarda para o surgimento de todo tipo de infecção", completa.

"Gatos idosos e filhotes nem sempre resistem", lamenta a veterinária Fernanda Fragata, do Hospital Veterinário Sena Madureira, em São Paulo. "As fêmeas gestantes abortam e, em alguns casos, a visão do animal fica comprometida." Apesar de os sinais clínicos serem evidentes todo veterinário experiente, no fundo, sabe quando está diante de um gato com leucopenia , costuma-se pedir um exame de sangue. "É a prova dos nove", compara a veterinária Luciane Martins, da clínica Pet Center Marginal, em São Paulo.

Uma vez confirmada a presença do vírus, não há muito o que fazer contra ele em si nenhum medicamento consegue combatê-lo. "O que indicamos, então, são vitaminas e antibióticos para evitar o ataque de bactérias que se aproveitam da queda de imunidade e procuramos afastar a ameaça de desidratação com soro, já que o gato doente perde muito líquido com os vômitos e o intestino solto", explica Marcos Eduardo Fernandes.

Todo esse quadro triste pode ser evitado com a vacina. É fundamental que o filhote que ainda precisa ser vacinado não ponha as patinhas para fora de casa nem conviva com outros gatos. Muitos menos, é claro, compartilhe com colegas bichanos água, comida, brinquedos ou caixa sanitária. Se a mãe for vacinada, tanto melhor. Ela também transmitirá anticorpos para suas crias, o que ajudará a protegê-las até a imunização.

  • Vacina contra panleucopenia

É só ficar de olho no calendário de vacinação. Aos 60 dias de idade o gato deve receber a primeira dose da vacina quádrupla ou da quíntupla. Ambas imunizam contra a doença. Um mês depois leve-o para receber a segunda dose. Só a partir daí ele poderá conviver com outros animais. Espere outros 30 dias para a última dose. E eis a questão: lembre-se de que os reforços são anuais.

  • Saiba onde o causador dessa infecção adora se instalar

1. No filhote o vírus pode atingir os nervos, comprometendo a coordenação motora e a retina. O animal novinho costuma ficar cego.

2. A medula óssea, onde as células de defesa são produzidas, e o sistema linfático, por onde circulam, são seu primeiro abrigo. O trato gastrointestinal também é dominado com rapidez.

3. O aparelho reprodutivo das fêmeas muitas vezes sofre danos. Os riscos são aborto e nascimento de filhotes com problemas neurológicos.

Fonte: Revista Saúde

2 comentários:

  1. nossa!!! agora descobri a morte da gata filhote que adotei! ela havia sido encontrada na rua, ela era muito magra e pequena em comparação aos demais da ninhada, era apática, o miado não emitia som, tinha diarreia,e antes de falecer, ela não conseguia parar de pé, logo entrou em convulsão, e começou a evacuar sangue, foi uma sena cruel de se presenciar, mas fizemos o possível....eu nunca engolí o laudo do veterinário, que era mal formação do trato gástrico!! Eu como farmacêutico tinha certeza que se tratava de uma virose muito forte...tanto que os meus outros gatos, todos ficaram adoecidos após o incidente, porém todos ficaram bem!!! obrigado pela informação, foi de grande valia!!!!

    Abs

    Estevan

    ResponderExcluir

Comentários com links, palavrões, xingamentos e/ou palavras ofensivas não serão publicados!!!
Obrigado pela visita e volte sempre!
Farmavet

 
Farmavet © Copyright | Template By Mundo Blogger | Modificado por Das
Subir